quinta-feira, 21 de novembro de 2019

Saber e ignorar

Encontra-se na Bíblia algo parecido ao seguinte: o muito saber gera muita dor. Ao invés, talvez isto não se encontre na Bíblia: a muita ignorância produz idêntico efeito. Ainda está por surgir um compêndio em que venha rigorosamente exposto o que é necessário e suficiente saber e o que é suficiente e necessário ignorar para que se atinja aquele ponto em que a dor cognitiva se anule. A leitura de um manual assim deverá revelar-se excitante e esclarecedora: excitante, porque metade do livro será constituída por inéditas epifanias; esclarecedora, porque a outra metade, cheia de cautelosas omissões, será composta de páginas em branco.

2 comentários:

  1. Você me faz lembrar meu avô materno. O melhor filósofo que conheci. Encarava a vida de um jeito realista sem perder o senso de humor necessário para se viver bem. Acabei de fazer meu testamento vital. Vou publicar no meu blog o modelo, caso alguém esteja interessado. Vou para a morte como quem vai a uma festa de adolescente! Abraço.

    ResponderEliminar