quinta-feira, 15 de agosto de 2013

DIVISÕES E SEPARAÇÕES

       Escoto Erígena dividia a natureza em quatro partes. Duas são a «natureza criadora e incriada», que é Deus, e a «natureza não criadora e incriada», que o é também. (Deixemos as sobrantes.) Ora o exercício de cindir o divino aguça o humor que permite suportar o humano. Durante um jantar, alguém questionara o filósofo acerca do que separava um Escoto («Scot») de um bêbado («sot»). Sentado do outro lado da mesa, Escoto terá respondido: «Apenas esta mesa.»

2 comentários:

  1. Na sua "rentrée", é-me particularmente grato constatar, na mudança de estética do seu blogue, o inegável sentido de mutabilidade de toda a existência. Mudar, afinal, é olhar para a vida a partir de um outro dos seus infinitos aspectos...

    Congratulo-me com o seu regresso. Já tinha saudades de o ler!

    Abraço,

    Isabel G

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isabel,

      Obrigado.
      Se «todo o mundo é composto de mudança», convém de facto evitar a obstinada fixidez.

      Abraço

      Eliminar