domingo, 21 de julho de 2013

O INTELECTO, A IMAGINAÇÃO E O UNIVERSO

        Se for infinito, o Universo não se adequa ao intelecto; se for finito, não se adequa à imaginação. Ora o Universo ou é finito ou é infinito. Logo, ele é inadequável à imaginação ou ao intelecto. Pouco preocupados com isso, garantem vários redactores de livros de auto-ajuda que «o Universo conspira a favor do indivíduo». Eis uma tese cuja defesa, para ser minimamente honesta, exigirá sempre um esforço violento do intelecto e um empenho tremendo da imaginação.

2 comentários:

  1. Olá!

    Se calhar não se imaginou tudo, se calhar nem se pensou tudo, e se existe algo entre o finito e o infinito que não seja só o universo?! A mente pode sentir, pensar, imaginar, mas nunca faz qualquer dessas coisas separadamente; tal e qual é inpossivel separar o consciente do inconsciente; ou dividir corpo e mente.
    Quanto a teoria da conspiração, não há impossíveis, se esta tudo ligado, porque não?!
    Seja como for a vida é algo muito forte, arranja maneira de sobreviver, sem disso ter consciência; provavelmente surgiu depois do universo, mas surgiu nele!

    Sorriso!

    ResponderEliminar